Naveguem por este mundo sem validade!

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Greatest Hits I: Esta música dava um filme de terror!

Estou velho!

Dói-me o joelho
Dói-me parte do antebraço
Dói-me a parte interna
De uma perna
E parte amiga
Da barriga
Que fadiga
O que é que eu faço?

Escolho o baço ou o almoço?

Vira o osso
Dói o pescoço
É do excesso
R.I,P. à sua memória.
Do ex-sexo
Alvoroço
Reboliço
Perco o viço
Já soluço
Já sobroço
Deixa o reboliço. Tens entrevistas marcadas para comentares as eleições.
Esmiúço
Os meus sintomas
E já agora, do meu médico
Os diplomas
Esmiúço
A consciência
E já agora, apresento a penitência
Estás no bom caminho. Não te martirizes mais!
Ah que estou arrependido

De ter feito e de ter tido
Ai coração, ora seja
Como a que ouvi na igreja

Mea culpa, mea culpa
Minha máxima desculpa

É ter vindo p´ro presente
Conservado em aguardente
Quero ser p'ra sempre jovem
Olha as moscas Betty.
As minhas células movem
Uma campanha eficaz
Água benta e água-raz
Água benta deve funcionar.
O elixir da eterna juventude
Esse que quer que tudo mude
P'ra que tudo fique igual
Estava marado
Falsificado
É desleal!
É isso. Tudo o que vocês quiserem.
Vou implorar aos apóstolos
Mas é pior, que desgosto-os
Com tanto pecado junto
Não lhes pega nem o unto

Vou recorrer aos meus santos
Esses, ao menos, são tantos
Que há-de haver um que me acuda
Senão ainda tenho o buda
Vês? Até tens uma estátua! Já podes deixar o prozac.
Maomé vai à montanha
O papa, ninguém o apanha
Na rússia, o rato rói a rolha
Venha o diabo e escolha
Escolhemos-te a ti.
O elixir da eterna juventude
Esse que quer que tudo mude
P'ra que tudo fique igual
Estava marado
Falsificado
É desleal!
Esse vai-te desiludir!
Misticismo agora à parte
Envelhecer é uma arte
"arte-nova", "arte-final"
Numa luta desigual
Acalma-te um bocadinho, vá.
Só me vou pôr de joelhos

Ante o mais velho dos velhos
E perguntar-lhes o segredo
De p'ra ele inda ser cedo
"Hã?!" Pode repetir?
Quando o espelho me mira
Já nem o chapéu me tira
Deito-lhe a língua de fora
Pisco o olho e vou-me embora
Portas-te mal, vais já para o lar!

2 comentários: